Na estreia de ‘Um Lugar ao Sol’, coadjuvantes afiados mostram que novela pode decolar

Logo na primeira cena da estreia de Um Lugar ao Sol, os gêmeos interpretados por Cauã Reymond surgem em lugares opostos. Enquanto um comemora a maioridade com uma festa típica da classe média alta (com direito até a bolo temático de seu time de futebol), o outro descobre que a chegada da vida adulta também é o momento em que vai precisar se desdobrar para continuar existindo.

Esse foi o grande acerto do sempre inspirado texto de Lícia Manzo na estreia da novela: captar a oposição entre esses dois mundos que vão se transformar em apenas um quando Christian assumir o lugar de Renato.

A estreia pode não ter cativado o público de cara (números preliminares de audiência indicam um resultado abaixo do esperado), mas é bom não desanimar: a história do gêmeo de origem pobre e sofrida que não perde sua “grande chance” e assume o lugar do irmão rico e com oportunidades pode trazer frescor aos clichês que insistiram em aparecer nesta estreia