Como escolher um alergista para tratar a urticária no Rio de Janeiro?

Precisa realizar o tratamento de urticária? Para se tratar e aliviar os terríveis sintomas, você pode consultar um alergista no Rio de Janeiro.

A alergologia é aquele setor da medicina que estuda e trata alergias, ou seja, as reações excessivas do sistema imunológico a substâncias externas que são realmente inofensivas, como o pólen.

Se você está com urticária o médico alergista é quem pode te ajudar, realizando testes de alergia para descobrir a causa e te recomendar o melhor tratamento.

Você pode encontrar um bom alergista em Duque de Caxias no Rio de Janeiro.

Mas antes, saiba mais sobre os alergistas e o tratamento para a urticária:

O que faz o alergista?

O alergista é o médico especializado no diagnóstico e tratamento de doenças alérgicas.

É um especialista treinado para poder identificar os fatores que causam alergias e permitir que os pacientes gerenciem os sintomas, para prevenir seu aparecimento e, se possível, até mesmo tratá-los definitivamente.

A alergia pode se manifestar em qualquer parte do corpo.

Como regra geral, as áreas mais afetadas pelos sintomas alérgicos são: nariz, olhos, pulmões, garganta, pele e parede estomacal.

Isso acontece porque é aqui que as células imunes que desencadeiam a resposta alérgica estão concentradas à medida que reagem à presença do alérgeno.

Como escolher um alergista para tratar a urticária no Rio de Janeiro?
Como escolher um alergista para tratar a urticária no Rio de Janeiro?

Quais são as patologias mais tratadas pelo alergista?

As seguintes patologias são aquelas às quais a alergia volta sua atenção com mais frequência:

  • Alergia alimentar;
  • Asma;
  • Eczema e urticária (dermatite de contato e alergias cutâneas);
  • Rinite alérgica.

Quais são os procedimentos mais utilizados pelo alergista?

Os serviços médicos que um alergista da clínica normalmente oferece variam.

Desde a anamnese e o diagnóstico de doenças alérgicas até a consulta e tratamento de pacientes alérgicos à documentação dos achados e progressão da doença.

O foco da primeira visita a um médico alérgico na Clínica Brasil Sem Alergia em Duque de Caxias-RJ geralmente é a anamnese, ou seja, a determinação do histórico médico individual do paciente pelo médico.

Por exemplo, ele perguntará quando os sintomas ocorrem, se um teste de alergia já foi realizado uma vez e se há pessoas nos parentes mais próximos que também sofrem de alergias.

Posteriormente, vários exames ou testes de alergia podem seguir. Com base nos achados coletados, o alergista pode aconselhar sobre as opções de tratamento ou recomendar medidas preventivas.

Normalmente, o alergista realiza uma anamnese (conversa com o paciente a respeito de seu histórico) completa e um exame físico.

As análises que um alergista pode prescrever podem ser as seguintes:

  • exames de sangue
  • análise para excluir outros possíveis problemas de saúde.
  • testes de alergia (por exemplo, teste de contato)

Os tratamentos que um alergista pode prescrever podem ser os seguintes:

  • uma dieta de exclusão
  • tomar medicamentos
  • a vacina (imunoterapia)

O alergista também indica como prevenir o aparecimento de sintomas de alergia.

Quando devo marcar uma consulta com o alergista?

Quando você experimenta sintomas de uma possível alergia (por exemplo, erupções cutâneas ou problemas respiratórios) é uma boa ideia recorrer a uma alergia.

Também é recomendado entrar em contato com o alergista em pelo menos um dos seguintes casos:

  • Alergia está associada com sinusite, congestão nasal ou dificuldades respiratórias crônicas;
  • Quando febre ou outros sintomas de alergia atingem por vários meses em um ano
  • Ao tomar anti-histamínicos ou medicamentos sem prescrição médica, não são eficazes ou desencadeiam efeitos colaterais;
  • Quando os sintomas interferem nas atividades diárias ou reduzem a qualidade de vida;
  • Ao lidar com sintomas que levam à suspeita de asma grave.

Urticária

O nome urticária é derivado do termo latino para a urtiga e, portanto, descreve as terríveis coceiras que ocorrem na pele.

Urticária é uma das doenças de pele mais comuns. Os sintomas típicos incluem coceira, inchaço das membranas mucosas e pele. Urticária pode ocorrer cronicamente ou agudamente.

Desde 2014, o dia 1º de outubro é considerado o Dia Mundial da Urticária.

A urticária crônica ocorre em 1,5 milhão de brasileiros. E de acordo com estudos, uma em cada cinco pessoas, tem urticária durante a vida.

As causas das coceiras na pele podem ser alergias a determinadas substâncias, mas também gatilhos não alérgicos, como estímulos físicos na forma de pressão, luz, frio, etc., uma reação autoimune ou uma intolerância aos alimentos.

A urticária é tratada evitando os gatilhos e tomando medicamentos como anti-histamínicos e cortisona.

Em doenças crônicas, o arranhão também pode levar à infestação fúngica e eczema na pele, bem como parasitas na forma de ácaros sarna.

Dependendo da forma de urticária, deve ser prevenida. No caso de infecções como causa, é importante tratá-las.

Se medicamentos são o gatilho, é importante encontrar medicamentos alternativos.

Como realizar o tratamento de urticária?

Os sintomas das formas agudas e crônicas de urticária são tratados com anti-histamínicos, também chamados de anti alérgicos, que podem ser administrados através de comprimidos, sucos ou seringas e funcionam relativamente rápido.

Estes são basicamente os mesmos ingredientes ativos que também são usados para tratar uma alergia ao pólen.

No entanto, sabe-se que a urticária requer doses muito maiores do que a alergia ao pólen.

Em vez de um comprimido, as urticárias muitas vezes requerem 2 ou até 4 comprimidos ao longo do dia para suprimir os sintomas.

Na forma aguda de urticária, que ocorre espontaneamente, supõe-se que o tratamento sintomático com medicamentos é suficiente.

Com a busca por causas, começaria decididamente apenas com a forma crônica de urticária.

Como eu disse, as causas da forma aguda de urticária são muitas vezes infecções, incluindo infecções espontâneas, ou alergias a medicamentos ou alimentos.

Aqui você deve tratar as infecções, possivelmente determinar o alérgeno desencadeante e também tratar com antialérgicos.

Se as causas da urticária aguda forem eliminadas, a urticária também desaparece.

No que diz respeito aos anti-histamínicos, é importante saber que apenas anti-histamínicos de segunda geração devem ser usados, que, ao contrário das preparações mais antigas, não causam sonolência.

Em pessoas que são mais severamente afetadas e não reagem a anti-histamínicos, agentes imunomoduladores como cortisona podem ser usados.

No entanto, você deve estar bem informado sobre efeitos colaterais e usar as opções de terapia apenas por um curto período de tempo.

Outra maneira de tratar urticária seria um medicamento chamado de omalizumabe.

Este ingrediente ativo já foi aprovado para o tratamento da asma. Inclusive, estudos confirmaram que pacientes com urticária respondem muito bem a este ingrediente ativo.

Por que escolher um alergista na Clínica Brasil sem Alergia no Rio de Janeiro?

Como você pôde ver apesar de a urticária causar um terrível desconforto ela pode ser tratada. E seus sintomas controlados.

Mas para isso, é importante se consultar com profissionais que possam realizar os testes necessários, a fim de descobrir a causa da sua alergia, realizar o tratamento mais eficaz e te recomendar maneiras de evitar os alérgenos que te causam problemas.

Na Clínica Brasil Sem Alergia em Duque de Caxias, você pode encontrar profissionais altamente qualificados e experientes.

Lá, há inclusive testes e atendimentos gratuitos, com o intuito de promover a inclusão social.

Para conhecer mais visite o site.

Caso queira agendar uma consulta o quanto antes ligue no Telefone: +55 (21) 4063-8720

ou WhatsApp: +55 (21) 99374-2042.